Tristeza profunda

Alberto, reside na Suiça, no entanto desde a sua ida tem verificado um profundo estado de tristeza que levou a uma vida de melancolia e sem motivação. Quando recorreu à consulta online sentiu que precisava de ajuda para sair daquele estado.

Mesmo à  distância e por impossibilidade de se deslocar ao meu consultório no Porto, iniciámos com uma sessão profunda que permitiu logo na primeira sessão entrar no processo regressivo e descobrir a origem da sua tristeza.

Na verdade Alberto é filho de emigrantes, e quando era pequeno tinha ficado com os tios em Portugal, por ser muito novo para acompanhar os pais, e onde apenas via os pais durante as férias escolares.

Passado anos quando tomou a decisão de trabalhar no estrangeiro, quando da chegada à Suiça rapidamente começou a sentir os sintomas que inicialmente descreveu.

Dentro do processo regressivo Alberto descobriu que na memória do seu ego infantil associava a Suiça a tristeza e abandono, então entendido essa relação e ainda na primeira sessão iniciou-se o processo de libertação.

Na segunda sessão explicou que sentia conforto e sem aquela dor no peito. continuamos nessa sessão a limpar ainda mais profundamente todo o processo traumático do “abandono” na versão do seu ego infantil.

3 semanas depois na terceira sessão indicou que sentia-se perfeitamente tranquilo, e aproveitou a sessão para resolver outras situações menores na sua relação com os colegas de trabalho.

Ansiedade Generalizada

Carla estava no ultimo ano do curso de Direito, logo que iniciou a primeira consulta começou a descarregar toda a informação que tinha acumulado, reportando os sintomas de ansiedade generalizada, peso no peito, pressão na cabeça, sem conseguir dormir e outros sintomas em forma de historias repetidas.

Carla explicou que estava ansiosa para a sessão, e preocupada que a sessão não funcionasse nem que conseguisse entrar no estado de hipnose, e com medo de fechar os olhos, no entanto rapidamente entendeu que também era possivel continuar a sessão dessa forma, tanto que a meio da sessão por vontade própria e com os exercícios próprios sentiu uma imensa vontade de fechar os olhos.

Já nessa sessão conseguimos identificar a origem da ansiedade, associada ao medo ainda presente de quando pensava que não iria entrar na Universidade. Compreendido a origem trabalhamos nessa sessão a desprogramação para limpar esse programa mental.

Entenda, a Carla tinha tanto medo de não conseguir entrar na Universidade que quando entrou não teve a capacidade deixar esse medo. Resolvida essa situação, aproveitou as sessões seguintes para trabalhar a memória e melhorar o estudo.

Hoje é uma profissional de sucesso na área e muito consciente das suas capacidades.

Maus Relacionamentos

Quando a Joana contactou informou que estava tão triste que sentia que a sua vida já não tinha sentido, e sente que não tem sorte no amor e só “atrai” pessoas más e com intenções negativas.

A vontade da Joana de mudar era tanta que não demonstrou nenhuma resistência, entrou em minutos no processo e abriu-se uma caixa de emoções reprimidas e presas durante toda a sua vida. Na verdade Joana estava profundamente e emocionalmente ferida.

Nessa sessão conseguimos trabalhar e libertar a ligação emocional que tinha com diversos antigos parceiros manipuladores, egos dessas relações que vivam dentro da mente da Joana e que todos os dias a torturavam com sentimento de “nunca vais ser ninguém”

Em 3 sessões conseguimos limpar todos esses egos e mudar a forma como a Joana observa as relações, conseguindo entender profundamente que parte dessa informação vem consigo desde a nascença num processo profundo de compreensão da sua própria existência.

Testemunhos de Hipnose Jonas Paul Hipnoterapeuta

Medo de ter medo

O medo é necessário para a nossa sobrevivência, mas para o Eduardo, o medo de ter medo faria não conseguir dormir sem medo de nunca acordar, comer sem medo de se engasgar e andar na rua sem medo de ser atropelado.

Neste caso recorreu à consulta online visto ter medo de ir até ao meu consultório, para que se conseguisse sentir confortável no lugar seguro no seu sofá.

Dentro do processo do Eduardo, os medos revelarem-se vir de um susto de experiência quase morte quando adolescente, e de outras experiências mais profundas que foi relatando, mas que “esqueceu”.

A experiência foi tão transformado que Eduardo na terceira consulta veio sozinho até ao meu consultório no Porto, livre de medo e cheio de vontade de trabalhar para criar um estado ainda de maior tranquilidade.